Após intervenção do Sindicato, Cemitério do Baeta tem problemas elétricos resolvidos. Mas, sensação de abandono continua.

cemitério BaetaMais uma vez, o Cemitério do Baeta é alvo do descaso. O SINDSERV recebeu denúncia anônima quanto a problemas na parte elétrica do próprio municipal e nosso presidente, José Rubem, foi até lá para constatar o que já vimos denunciando há mais de um ano: abandono, desrespeito com os trabalhadores e com os munícipes.

Desta vez, funcionários estavam revoltados com a situação, pois a voltagem 220 não estava funcionando. Com isso, uma questão essencial para a saúde dos trabalhadores do cemitério ficou prejudicada: o banho após exumações.

"Isto vem se estendendo desde sábado e, segundo a chefia, o pedido para o conserto já foi feito no início da semana", relatou um trabalhador. "A Eletropaulo veio segunda, identificou o problema e ficou de retornar para fazer o conserto, hoje, quinta-feira, ainda nada foi feito. Triste esta situação. Não é de hoje que aqui todos tem motivos para reclamar", afirmou outro servidor.

Após intervenção do SINDSERV, o problema foi solucionado e, nesta manhã de sexta-feira, os próprios trabalhadores entraram em contato para avisar que os chuveiros haviam voltado a funcionar.

Segundo o presidente José Rubem, isso só foi possível depois que o Sindicato exigiu a suspensão imediata das atividades até que os reparos fossem realizados: "Conversamos com os responsáveis, secretários e chefias em busca de informações referentes a este caso caótico, que logo se posicionaram, dizendo que tomariam as medidas necessárias para sanar o problema. É uma pena que tenha sido após uma medida drástica de nossa parte, mas estamos felizes pela solução de mais esta dificuldade enfrentada por nossos companheiros do Baeta", concluiu José Rubem.