Trabalhadores da Segurança Urbana exigem respeito!

SSUTrabalhadores obrigados a fruir horas que deveriam ser pagas em pecúnia, constrangimento para receber o vale-transporte, jornada 12x36 horas ainda sem regulamentação, ações na Justiça (que dependem do tempo do judiciário, enquanto os problemas se acumulam), baixos salários... Tudo isso já bastaria para imaginar o nível de estresse que tem envolvido o trabalho na Secretaria de Segurança Urbana. Mas, ainda é pior! Imagine um trabalhador nas condições descritas, que dedica sua vida a proteger a cidade e, quando chamado para uma ação, encontra veículos repletos de defeitos, devido ao tempo excessivo de uso.

São muitos os relatos de risco iminente aos GCMs e aos munícipes pela falta de manutenção nas viaturas. Pneus carecas, sirenes e giroflex quebrados, problemas mecânicos: esta é a realidade vivida todos os dias!

"Já passou da hora de se dar um basta nisso", afirma o presidente Giovani Chagas. "Temos a obrigação de proteger nossos munícipes e o patrimônio público. Temos compromisso com nossa missão e coragem para enfrentar os desafios, mas precisamos de condições adequadas de trabalho e de tranquilidade para saber que, enquanto nos arriscamos nas ruas, nossas famílias estão amparadas por salários dignos e plano de carreira decente", conclui Chagas.

O SINDSERV, além das ações jurídicas que vem movendo, tem colocado, através de seus diretores e das Comissões de GCMs e Vigilantes, todas as reivindicações na Mesa Permanente de Negociações. "Uma ferramenta importante que temos é a negociação, mas quando ela se esgota, somos obrigados a recorrer a outras, como a ação jurídica e ações políticas mais contundentes, como protestos e paralisações", explica o GCM e Diretor da Fetam, Ketu Riahb.

Nosso Sindicato convoca a todos os trabalhadores e trabalhadoras à mobilização. Vamos usar todas as ferramentas disponíveis para garantir condições de trabalho e salários decentes.

PARTICIPE DAS MOBILIZAÇÕES:

22/10 • manhã

Reunião com o Secretário.

Na pauta: Jornada 12x36 - Progressão Horizontal, Adicional de Periculosidade - GCMs e Vigilantes, Mudança de Referência Salarial, Condições de trabalho, Equipamentos, Assistência psicossocial, Banco de Horas, Horas-extras e Vale-transporte.

22/10 • 18h00

Reunião no SINDSERV

Na pauta: apresentação do resultado da reunião com o Secretário e estratégias de mobilização

23/10 • 07h00

Manifestação na Câmara dos Vereadores

Na pauta: vamos levar nossas reivindicações ao conhecimento do Legislativo.

Pesquise